Caberá ao goleiro Cássio a honra de levantar a taça de campeão brasileiro. Pelo menos esta é a decisão do técnico Fábio Carille, que explicou os motivos pela escolha do jogador em entrevista ao ​globoesporte.com:

 

 É o jogador com mais tempo no clube, maior número de participações desse elenco – disse o comandante do Timão.

O treinador sabe, contudo, que há a possibilidade de uma mobilização dos atletas para que o veterano Danilo erga o troféu. Vitimado por lesões sérias desde o ano passado, o meia tem muito carinho do elenco alvinegro:

– Danilo não inicia o jogo. Então (será o Cássio que vai erguer o troféu), a não ser que venha algo do Cássio ou do grupo para Danilo também levantar. Mas não sei se um cara do banco pode erguer ou mesmo se vou colocar o Danilo. Vai que acontece como foi contra o Avaí, que eu perdi dois zagueiros, e fico amarrado de novo nas substituições? O que está definido é: da minha parte, o capitão é Cássio – completou.

Cássio vai levantar sua segunda taça no ano. Ele também foi escolhido para ser o capitão na final do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta. Na época, havia outros candidatos à honraria – Carille disse que, no atual momento, a decisão foi mais fácil.

– Teve conversa no Paulista, como mudei bastante… Depois do primeiro jogo, com a possibilidade enorme de título, mostrei quem levantou as taças e o porquê. Agora não tenho que falar isso, eles já têm na cabeça – justificou o comandante.

Apesar de Cássio ser a escolha da comissão técnica, há a possibilidade de Danilo, o mais velho do elenco (38 anos), também participar da entrega da taça. O meia se recuperou de lesões na perna direita e na panturrilha esquerda e voltou a jogar após mais de um ano parado.

LEIA MAIS:  Derrotado em 3 disputas no ano, Fla bate até 120 pênaltis por semana antes de semi