Casagrande pede punição firme ao Flamengo

O Flamengo pode levar uma punição dura da Conmebol pelos atos lamentáveis acontecidos na decisão da Copa Sul-Americana, incluindo uma possível exclusão da próxima Libertadores. Caso isso aconteça, o comentarista Walter Casagrande será um dos apoiadores.

Em programa do SporTV, o ex-jogador defendeu que o clube seja responsabilizado pela conduta dos torcedores e relembrou outros casos para justificar sua postura, citando a tragédia de Heysel, em final de Liga dos Campeões da Europa, onde 39 pessoas morreram.

“Em 1985 teve a final da Liga dos Campeões entre Juventus e Liverpool lá na Bélgica, Heysel, que deu aquela tragédia toda, todos os clubes ingleses ficaram suspensos por cinco anos de qualquer competição internacional. O Corinthians foi jogar em Oruro e aquele rapaz morreu, e o Corinthians só ficou vazio o estádio. Morreu uma pessoa, tinha que ser eliminado o clube. Tudo bem, o clube não é o responsável, mas o torcedor dele é, como o torcedor do Liverpool foi o responsável e todos os times ingleses foram suspensos.”

 

Rodrigo Caetano, também presente no estúdios, discordou da posição de Casagrande e argumentou que o Flamengo busca a punição individual para cada torcedor, mas não deveria ter nenhum prejuízo.

“Discordo, porque todos nós queremos a maior punição possível para aqueles [torcedores] que lá estão, que fizeram essa barbárie. O Flamengo conquistou o seu direito de participar da próxima Copa Libertadores dentro do campo, sempre foi exemplo de fidalguia e têm coisas que fogem do controle, como foi nesse caso.”

A resposta do ex-atacante foi direta e reforçou que o torcedor só vai mudar suas atitudes caso perceba que traz algum tipo de transtorno para o clube que torce.

“Nenhum clube é responsável pelos torcedores, mas alguém tem que ser punido por atitudes dessa maneira. Se nenhum clube for punido, o torcedor não vai se sentir mal em ver o seu clube fora de competições importantes, então ele não tá nem aí, vai invadir, vai matar, pular, soltar fogos, vai fazer o que quiser. Ele só vai sossegar quando começar a ser punido e ver que ele está interferindo negativamente no andamento do seu clube, senão não tem punição, não tem como mudar”, frisou Casagrande.

LEIA MAIS:  Vizeu aparece com visual novo após vice da Sul-Americana