Reserva, sim. Dispensável, definitivamente não.

Apesar dessa condição, Marquinhos Gabriel dificilmente deixará o Corinthians no próximo ano. Nos últimos dias, o meia de 27 anos recebeu sondagens de Bahia e Fluminense, que conversam com a direção corintiana por trocas que envolvem, respectivamente, o lateral Juninho Capixaba e o meia Gustavo Scarpa. O interesse de outras equipes serviu para fortalecer a ideia de permanência de Marquinhos, visto como um jogador importante por Fábio Carille.

Internamente, por meio de seu estafe, Marquinhos Gabriel também descartou deixar o Corinthians nessas condições, por empréstimo. Ele possui contrato válido por mais dois anos e meio e um salário considerado alto para os padrões do futebol brasileiro, acima do patamar de R$ 300 mil.

A troca do Parque São Jorge por qualquer outra equipe, em meio a um vínculo longo, não é visto como algo possível por Marquinhos. Além disso, a avaliação com base no cenário atual é que uma proposta de transferência em definitivo para outra grande equipe dificilmente irá chegar para ele.

A temporada 2017, com títulos do Paulistão e do Brasileiro, no final das contas, foi positiva para o jogador. Diferentemente de Marlone, Guilherme e Giovanni Augusto, que ao lado dele sofriam com críticas da torcida pelas do ano anterior, Marquinhos Gabriel reconquistou a confiança. Nem mesmo o pênalti perdido na eliminação da Copa do Brasil, diante do Internacional, fez o meia mudar os planos de ganhar importância dentro do Corinthians.

Houve, dentro desse percurso, um limitador importante e que diz respeito à parte física. Marquinhos só atuou em exatamente metade dos jogos do Corinthians na temporada – 34 de um total de 68. No período, deu quatro assistências e marcou três gols. Um deles, no jogo em que o time levantou a taça contra o Atlético-MG, chamou a atenção pela beleza.

Sem conseguir regularidade em campo, já que os problemas ocorreram no início, no meio e no fim do ano, o meia acabou tendo suas participações restringidas pelas lesões. A mais complicada ocorreu nos primeiros meses do ano e deixou-o afastado durante quase todo o Paulista, obrigando a uma cirurgia. Para 2018, tem o voto de confiança de Carille, que avalia Marquinhos como um jogador capaz de dar um salto considerável na temporada que vem.

LEIA MAIS:  Pablo não joga mais pelo Corinthians