Leandro Damião tem contrato de empréstimo com o Internacional até meados de 2018. Considerado importante para o clube gaúcho, a diretoria colorada já busca uma ​extensão do vínculo junto ao Santos, dono dos direitos econômicos do jogador.

Todavia, a negociação promete ganhar um novo personagem, pra lá de inesperado. Buscando reposição para a saída de Jô, o Corinthians deve ir à carga por Damião. A informação é da ​Fox Sports. De acordo com a fonte, o clube paulista já entrou em contato com o staff do atleta, porém a negociação não é considerada simples.

Raphael
@RaphAlmeida28
@Corinthians por favor, não contratar Damião, não contratar o novo Roberto Carlos (Juninho capixaba), já batemos a cota que foi o Sr. Kazim e Jr.Dutra, agora vamos contratar de verdade! Chega de apostas, esse ano é libertadores!

O Santos só pode abrir qualquer conversa com o Corinthians caso não haja acordo com o Internacional, visto que o jogador ainda tem contrato ativo com os gaúchos até junho do próximo ano.

FUT Vai e Vem
@FUTVai_Vem
O Internacional está próximo de acertar a renovação do contrato do atacante Leandro Damião. Mesmo após uma sondagem do Corinthians, o jogador deve ser emprestado por mais um ano pelo Santos.
______________________________

  • Carreira
  • Início profissional
  • Nascido no interior paranaense, o jovem Leandro foi para São Paulo logo cedo, onde despontou aos dezessete anos, nos campos de areia de várzea da capital paulista. Seu primeiro nome é Leandro Damião, ao contrário do que quem imagina que seja um sobrenome. Damião foi apresentado à várzea em 2006, por seu primo. Após ser reprovado em testes para times grandes de São Paulo, Damião partiu de volta ao sul, desta vez para Santa Catarina, onde foi fazer testes em equipes da primeira divisão do estado. Na primeira peneira, foi improvisado como volante e foi reprovado, implorou com seu pai por uma nova oportunidade no dia seguinte, alegando que era centroavante, passou no teste que foi feito no Atlético de Ibirama.

    Damião, por conta da idade, foi emprestado para uma equipe menor. Jogou a Série C 2008 pelo Marcílio Dias, mas despontou mesmo no ano seguinte, ao marcar 12 gols no Campeonato Catarinense pelo Atlético de Ibirama, o que lhe rendeu uma oferta do Inter.

  • Categorias de base
  • Chegou ao Internacional em 2009 depois de se destacar no Campeonato Catarinense e o Atlético Ibirama ter aceito a oferta do clube. No início foi integrado às categorias de base do clube, para aperfeiçoar fundamentos básicos do futebol, pois havia jogado na várzea e ido direto ao profissional. O começo foi difícil, irregular e por pouco ele não deixou a equipe. Um dos problemas reconhecidos pelo próprio atacante era falta de trabalho de base. Damião teve de se aperfeiçoar ao lado de jogadores que treinavam desde pequeno. Com 20 anos, demonstrava algumas deficiências, mas a garantia estava no faro de gols.

  • Internacional B
  • Ainda na primeira temporada conseguiu espaço no Inter B, sendo o artilheiro na campanha vitoriosa da Copa FGF.

    Em 2010 ele ganhou uma chance como titular nas primeiras rodadas do Campeonato Gaúcho.[3] Enquanto os principais jogadores estavam de férias, o time B jogava o estadual.Damião se destacou, marcou gols e foi integrado ao grupo principal pelo treinador Jorge Fossati.

  • Internacional
  • Ainda em 2010 entrou no decorrer do 2º jogo da final da Libertadores contra o Chivas Guadalajara fazendo um gol, na vitória por 3–2, que deu o título ao Colorado.

    Em 2011 assumiu a titularidade e a camisa 9 do Internacional. Foi campeão, melhor jogador e artilheiro do Campeonato Gaúcho, com 17 gols em 13 jogos, totalizando a média de 21 gols em 21 jogos até o mês de março. Uma média muito alta, esta mesma que já tinha feito ele chegar à Seleção Brasileira.

    No dia 21 de agosto de 2011, no jogo contra o Flamengo, no estádio Beira-Rio, o jogador fez um jogo exuberante. Deu uma assistência, de calcanhar, deixando Índio livre, para marcar o primeiro gol colorado no jogo. No segundo tempo, marcou o gol mais bonito de sua carreira: acertou uma bela bicicleta, empatando o jogo em 2–2.

    Em 24 de agosto de 2011, conquistou o seu terceiro título como profissional, a Recopa e foi protagonista. No primeiro jogo da final, marcou o gol colorado na derrota por 2–1 para o Independiente, na Argentina. No jogo da volta, marcou dois belos gols, lembrando Ronaldo nos bons e velhos tempos, na vitória do Internacional por 3–1, no Beira-Rio, e conquistou o bicampeonato da Recopa Sul-Americana.

    No dia 11 de setembro de 2011, fez uma partida brilhante contra o Palmeiras, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, ao marcar os três gols da vitória por 3–0 da equipe colorada. O último deles foi um golaço: recebeu passe de Ilsinho, driblou o zagueiro, o goleiro e, quase dentro do gol, olhou para o lado, e estufou as redes.

    Em 21 de setembro de 2011, no jogo contra o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, Damião sentiu uma lesão muscular na coxa direita e ficou de fora dos gramados por cerca de um mês, desfalcando a Seleção Brasileira entre setembro e outubro. O jogador chorava enquanto assistia ao resto da partida no banco de reservas.

    No dia 14 de outubro de 2011, após quase 25 dias fazendo fisioterapia para tratar a lesão no adutor da coxa direita, o jogador, já recuperado, correu em volta do gramado por cerca de 30 minutos, sem sentir dores. A previsão inicial era de que ele voltaria aos gramados apenas no dia 6 de novembro, após 45 dias, mas voltara antes, no dia 30 de outubro, 8 dias antes do esperado. Voltou aos gramados, contra o Atlético Goianiense.

    Em 7 de novembro de 2011, o jogador anunciou em seu twitter, junto com Ronaldo, que a 9ine cuidará dos assuntos referentes à sua imagem. Ele se junta aos craques Neymar e Falcão, além de Lucas, e do lutador Anderson Silva.

    Em 21 de novembro, o jogador reencontrou o caminho do gol: marcou contra o Botafogo, no Engenhão, em jogo válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, que acabou em 2–1 para os visitantes.

    No dia 27 de dezembro de 2011, após seguidas especulações sobre a saída de Damião, o Internacional estipulou uma nova multa rescisória em seu contrato: 50 milhões de euros.

    Em 25 de janeiro de 2012, no jogo contra o Once Caldas, no estádio Beira-Rio, pela 1ª fase da Copa Libertadores da América, o jogador marcou o único gol da partida, após receber passe de Andrés D’Alessandro.

    Depois de quase um mês sem marcar, Damião deslanchou: entre os dias 22 de fevereiro e 10 de março, o jogador fez quatro gols em quatro jogos, contra Grêmio, Ypiranga de Erechim, Santos e Santa Cruz-RS. No jogo contra a equipe paulista, o jogador se tornou o maior artilheiro colorado na Libertadores, com sete gols, superando Fernandão e Giuliano, ambos com seis.

    LEIA MAIS:  Presidente do Real Madrid pretende fazer loucura para ter Neymar

    No dia 13 de março, Damião marcou três gols na goleada de 5–0 sobre o The Strongest, da Bolívia, no Beira-Rio, pela Libertadores. É o artilheiro da competição, com cinco gols. E chegou a dez com a camisa do Internacional, na Libertadores.

    No seu 100º jogo com a camisa do Inter, dia 17 de março, contra o Juventude, no Beira-Rio, Damião fez dois gols, na goleada por 7–0.

    Em 16 de abril, Ronaldo concedeu uma entrevista para o site da FIFA, e elegeu Damião como o seu substituto na Seleção Brasileira, e foi só elogios ao camisa 9: “Ele é alto, forte, ótimo goleador, sabe cabecear e tem habilidade com os dois pés. Vai desempenhar um papel importante em 2014.”

    No dia 13 de maio, ao marcar o gol do título gaúcho, na vitória de 2–1 sobre o Caxias, no Beira-Rio, Damião igualou a marca de Baltazar, que foi artilheiro do Campeonato Gaúcho duas vezes consecutivas. Feito este que não era alcançado há 31 anos.

  • Santos
  • Em 16 de dezembro de 2013 o Santos anunciou oficialmente sua contratação por cinco anos.[4] Estreou pelo Santos na vitória por 3–1 em cima do Linense, em partida válida pelo Campeonato Paulista. Marcou seu primeiro gol pelo Santos na vitória por 2–1 diante do Atlético Sorocaba.

  • Cruzeiro
  • Damião foi contratado pelo Cruzeiro por empréstimo junto ao Santos em 29 de dezembro de 2014.[7][8] O jogador marcou o primeiro gol pela equipe estrelada na vitória por 3–1 sobre o Guarani, em partida válida pelo Campeonato Mineiro.[9]

    Não teve seu contrato de empréstimo renovado, sendo assim, voltando ao Santos.[10] Damião terminou o ano como artilheiro da equipe, com 18 gols.

  • Real Betis
  • No dia 4 de fevereiro, Leandro Damião foi anunciado como reforço do time espanhol e assinou até 30 de junho de 2016.[11] Não recebeu muitas oportunidades, participando de apenas 34 minutos no empate de 2×2 contra o Rayo Vallecano, 64 minutos na derrota de 1×0 para o Málaga e 31 minutos na derrota de 5×1 para o Atlético de Madrid. Disputou posição com Rubén Castro e Jorge Molina, duas lideranças da equipe e ídolos da torcida do Bétis, além do holandês Ricky van Wolfswinkel.

  • Flamengo
  • No dia 14 de julho de 2016, foi anunciado como novo jogador do Flamengo.[12] Estreou em 13 de agosto de 2016, na derrota por 1–0 contra o Sport. Em 21 de agosto de 2016, marcou seu primeiro gol pelo Flamengo em jogo contra Grêmio, convertendo o pênalti na vitória por 2–1.No jogo seguinte, contra a Chapecoense, na Arena Condá, voltou a balançar as redes, na vitória por 3–1.

    No dia 11 de março de 2017, em jogo contra a Portuguesa da Ilha, marcou seu primeiro Hat-trick pelo Flamengo com apenas 35 minutos de jogo. Fazendo assim, não só seus primeiros gols oficiais na temporada 2017, como sua melhor atuação com a camisa Rubro-Negra.

    Em 13 de abril de 2017, Leandro Damião acertou a renovação de contrato com o Flamengo. O vínculo do jogador seria encerrado no dia 31 de agosto, mas o compromisso foi prorrogado até 31 de dezembro deste ano.
    Retorno ao Internacional
    Em 19 de julho de 2017, acertou seu retorno ao Internacional, por empréstimo do Santos, por 1 ano.[18] Logo na reestreia pelo Inter, marcou um gol de pênalti contra o Goiás, em partida que terminou 3 a 0 pro time colorado.

  • Seleção Brasileira
  • Sub-23
    Foi convocado para os Jogos Olímpicos de Londres, e inscrito com a camisa número 9. No primeiro jogo contra o Egito, marcou um dos gols na vitória por 3–2, após receber passe de Oscar. No segundo jogo, contra a Bielorrússia, Alexandre Pato começou como titular, e Damião ficou os 90 minutos no banco de reservas. Já no terceiro confronto, contra a Nova Zelândia, voltou a ser titular, e foi o grande destaque da partida, com um gol, uma assistência e uma falta sofrida em que originou o 3º gol brasileiro na goleada de 3–0, além de ter aplicado a tradicional lambreta em um zagueiro neozelandês. Nas quartas-de-finais contra Honduras marcou dois gols, sendo decisivo na vitória de virada por 3–2. Na semifinal, em partida contra a Coreia do Sul, marcou mais dois gols na vitória por 3–0, praticamente carimbando a artilharia dos Jogos Olímpicos com seis gols, uma vez que o vice artilheiro Pape Moussa Konaté de Senegal, havia marcado cinco gols na competição.

  • Principal
  • Leandro Damião com a camisa da Seleção Brasileira
    No dia 21 de março de 2011, Leandro Damião foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira, sob o comando do técnico Mano Menezes. A lista foi para o amistoso contra a Escócia, em Londres. O Brasil venceu o jogo por 2–0.

    Posteriormente, foi convocado para o jogo contra Gana, em Londres, no dia 5 de setembro, quando começou jogando com a camisa 9, e marcou o seu primeiro gol pela seleção na vitória de 1–0.

    Foi convocado para a sequência de dois jogos amistosos que foram realizados contra a Argentina, válidos pelo Superclássico das Américas de 2011. O primeiro deles, em 14 de setembro de 2011, terminou em 0–0. Damião foi o autor de duas oportunidades reais de gol, e acertou a trave em ambas. Sem gols, o destaque acabou sendo o belo lance protagonizado pelo jogador: aplicou uma lambreta em Emiliano Papa, invadiu a área e finalizou, por cobertura, acertando a trave. O público presente no estádio, em sua grande maioria argentinos, aplaudiu o jogador brasileiro. No segundo confronto, o jogador foi cortado por conta de uma contusão na coxa, e, consequentemente, não foi chamado para os amistosos contra Costa Rica e México. Voltou à seleção no primeiro jogo do ano de 2012, na vitória por 2–1 contra a Bósnia e Herzegovina.

    No dia 11 de maio de 2012, o jogador foi convocado para os amistosos contra Dinamarca, Estados Unidos, México e Argentina, que foram realizados entre os dias 26 de maio e 9 de junho. Foi titular nos quatro jogos, mas não teve boas atuações. Porém, contra a Argentina, fez uma boa jogada de pivô e deu a assistência para Oscar marcar um gol.

    Damião foi convocado para a Copa das Confederações de 2013, porém foi cortado devido a uma lesão muscular na coxa, em seu lugar foi convocado Jô. Ele se machucou durante o treino coletivo da Seleção Brasileira.