Em sétimo lugar no Campeonato Brasileiro, o Flamengo vê o G-4 da competição cada vez mais longe. Por conta disso, a única chance de se garantir diretamente à fase de grupos da próxima Conmebol Libertadores Bridgestone passa pelo título da Conmebol Sul-Americana. E a comissão técnica espera ter quase que força máxima na partida contra o Júnior Barranquilla.

O primeiro jogo da semifinal acontece no próximo dia 23, e dois atletas devem atuar no Maracanã: Juan e Réver. O primeiro, livre das dores musculares, pode retornar contra o Coritiba, nesta quinta-feira (16 de novembro), para ganhar ritmo até o torneio continental. Por outro lado, Réver foi a campo após se recuperar de uma lesão no joelho. O clube não dá um prazo para retorno, mas a expectativa de Reinaldo Rueda é contar com o capitão nos confrontos decisivos.

A volta da dupla titular é uma forma de dar mais segurança ao criticado setor defensivo da equipe. Rhodolfo e Rafael Vaz, titulares nas últimas partidas, acabaram entraram na mira da torcida por conta da atuação contra o Palmeiras. Na ocasião, o Verdão venceu por 2 a 0, e os dois gols de Deyverson saíram após falhas de posicionamento.

Enquanto Juan e Réver devem reforçar o Flamengo, Guerrero segue fora de combate. Após ser pego no doping, o peruano segue suspenso de forma preventiva pela Fifa e tem julgamento marcado para o dia 30 deste mês. Curiosamente, na mesma data do duelo de volta contra o Barranquilla, na Colômbia.

LEIA MAIS:  Rueda não garante Muralha no gol contra o Junior: "Temos que avaliar"