Jornalista diz que vestiário do PSG está uma baderna e revela quem causou esse racha

Depois do polêmico episódio do pênalti, o Paris Saint-Germain voltar a ter uma crise de bastidores explícita. O jornal francês “L’Equipe” chama na edição desta sexta-feira o vestiário do time de “bagunça” e cita atritos entre brasileiros e outros sul-americanos, além de Neymar como causador de inveja.

A reportagem de capa do jornal mostra um desconforto dos argentinos, como Di Maria, Pastore e Giovanni Lo Celso, com os brasileiros. O principal aliado deles seria Cavani. O tema relembrado foi a viagem de Neymar no fim do ano passado ao Brasil por conta de problemas pessoais.


“O assunto dos atrasos faz ressurgir as tensões. Os argentinos e Cavani ainda não esquecem a viagem de Neymar ao Brasil com a autorização dos dirigentes”, cita trecho da reportagem, que relembra que o atacante esteve em um festa durante o período, em fotos divulgadas em redes sociais.

Após o retorno das férias de fim de ano foram Pastore e Cavani que esticaram o período de folga em seus países. Por conta disso, o treinador Unai Emery os puniu com ausência nos dois primeiros jogos do time do ano. E Thiago Silva fez críticas abertas. “As declarações de Thiago Silva após os atrasos de Cavani e Pastore, seguido da resposta do argentino, dão ideia da bagunça no PSG. A direção, e Unai Emery, também mostram clara falha no comando”, diz o jornal.

LEIA MAIS:  BOMBA: Receita espanhola pede prisão de craque do Real Madrid que ironiza no Instagram.