Ranking: quem perdeu e quem ganhou mais sócios em 2017?

Entre idas e vindas, crises, frustrações, surpresas e muita bola na rede, a temporada do futebol brasileiro reservou alguns resultados inesperados, que se refletiram também nas associações dos torcedores aos seus clubes. Uns perderam em grande quantidade, já outros ganharam. Confiram aqui como foi o ano nesse sentido para os principais clubes do Brasil:

13. Santos – (-40.387 sócios)

O Santos teve uma diminuição muito significativa. Em 2017, foram menos 40.387 sócios.

Total: 24.709 sócios

12. Cruzeiro – (-13.798 sócios)

Apesar do título da Copa do Brasil, a Raposa também teve uma baixa bem relevante nesta temporada: 13.798 a menos.

Total:  64.229 sócios

11. Corinthians – (-8.946 sócios)

Mesmo com a taça do Paulistão e do Brasileirão, o Corinthians viu um decréscimo nos números: 8.946 a menos.

Total: 124.690 sócios

10. Palmeiras – (-3.805 sócios)

Campeão brasileiro em 2016, mas com um ano de 2017 decepcionante, o Verdão também teve baixa de sócios-torcedores: menos 3.805.

Total:  122.923 sócios

9. Internacional

Depois de uma temporada inteira na Série B, o Colorado ficou “empatado” nos números. No cômputo geral, não ganhou nem perdeu. Zero.

Total:  112.756 sócios

8. Fluminense – (+3.380 sócios)

O Tricolor teve um pequeno aumento de 3.380 novos associados.

Total:  37.095 sócios

7. Vasco – (+6.186 sócios)

O ano de retorno à Série A reservou ao Vasco a chance de garantir também a participação na próxima Copa Libertadores. Foi o suficiente para dar um gás e aumentar em 6.186 as associações.

Total: 17.681 sócios

6. São Paulo – (+6.657 sócios)

Embora tenha sido uma temporada de resultados fracos, o São Paulo consolidou o vínculo com a torcida e conseguiu aumentar em 6.657 o número de sócios.

Total: 118.019 sócios

5. Chapecoense – (+21.002 sócios)

O boom de associações após a tragédia seguiu fazendo com que o número aumentasse em 2017 em 21.002 nesta temporada.

Total: 26.070 sócios

4. Botafogo – (+21.663 sócios)

Mesmo com as dificuldades, o Botafogo fez um ano muito competitivo, sobretudo com o bom papel desempenhado na Libertadores. A empatia entre clube e torcida foi a tônica em 2017. Reflexo no aumento de 21.663 novos sócios.

Total:  35.184 sócios

3. Grêmio – (+23.157 sócios)

Campeão da Copa Libertadores em 2017, o Imortal teve uma temporada de sonhos. Mais um cujos resultados de campo refletiram nos números fora dele: aumento de 23.157 de sócios.

Total: 136.348 sócios

2. Atlético-MG – (+30.053 sócios)

Novos planos trouxeram uma massa ainda maior para associar-se ao Galo este ano. Foram  30.053 novos sócios no clube.

Total: 100.862 sócios

1. Flamengo – (+30.430 sócios)