Abatido, o técnico do Flamengo, Reinaldo Rueda, foi para a entrevista coletiva sem ter muito o que explicar. O treinador lamentou mais uma derrota fora de casa, em nova partida ruim do time. O Coritiba venceu por 1 a 0 – gol de Cleber – e deixou o time rubro-negro na sétima posição, a seis pontos do G-4.

O treinador parecia frustrado após a partida. Rueda comentou as falhas na bola parada – foi como saiu o gol de Cleber, em disputa de bola com Juan.

– Não tem palavra para explicar (a derrota). Isso resume toda a situação do placar de hoje. Tem a virtude do rival, que se fecha. Mas, infelizmente, não conseguimos o resultado como visitante – disse Rueda.

O Flamengo perdeu mais um jogo para um time que luta para não ser rebaixado. E a apatia do time rubro-negro vem revoltando demais os torcedores do clube, e um desses torcedores, é o jornalista ”Renato Maurício Prado”, que detonou a diretoria, e o time do Fla, em seu canal do Youtube, veja:

O Ídolo do Flamengo, Junior, também falou sobre a derrota do Flamengo no programa do canal SporTV, “Troca de Passes” sobre a derrota do Flamengo para o Coritiba no Couto Pereira por 1×0. Indagado pelo apresentador, Roger sobre como se portar no vestiário, Junior disse que um treinador não pode perder a autoridade e nem o respeito.

– Eu acho que o mais importante dentro do vestiário é não perder a autoridade e o respeito. Tem momentos que não vale a pena você dar uma puxada na orelha porque às vezes o cara está precisando mais de carinho do que qualquer outra coisa. Agora, tem horas que tem que entrar de sola mesmo, falar com palavrão para colocar as coisas no lugar.

Depois falou sobre as últimas atuações da equipe e dos jogadores.
– O que eu vejo é o seguinte: São várias partidas que a gente não vê uma vontade além daquilo… Parece que jogam por uma formalidade. É aquela história que aprendi lá atrás nos anos 70, você no Flamengo não pode economizar uma gota de suor porque pode se arrepender mais pra frente. Eu vejo que em algumas situações isso não vem acontecendo. Vou dizer outra coisa, o ‘AeroFla’ se não for pra Libertadores vai virar o ‘TerrorFla’. Muito jogadores não tem a noção e nem a dimensão do que é exatamente quando os objetivos não são alcançados.

LEIA MAIS:  Gigante da Série A está na mira de Rafinha do Bayern