Negociação só poderá ser assinada depois da eleição no Bahia, marcada para 9 de dezembro
Por Alexandre Lozetti e Marcelo Hazan, São Paulo

São Paulo e Bahia chegaram a um acordo verbal para a transferência de Jean, mas ela só poderá ser consumada depois do dia 9 de dezembro, data da eleição presidencial no atual clube do goleiro de 22 anos.
O negócio será fechado numa composição que envolve dinheiro e a cessão de um jogador ao Bahia. O nome ainda será decidido pelas diretorias.

O presidente do Bahia, Marcelo Sant’Ana, definiu que sua gestão não assinaria nenhuma negociação de atletas, uma vez que a temporada seguinte já vai ocorrer sob nova administração.
Por isso, as partes terão de esperar o pleito para bater o martelo, mas haverá a recomendação para que o acordo seja confirmado.
Nos bastidores, não há o temor de que a eleição possa frear a transferência.

As conversas tiveram como protagonistas, além de Sant’Ana, o diretor de futebol do São Paulo, Vinícius Pinotti, e o empresário de Jean, Paulo Pitombeira.
Com passagens por seleções de base e bom desempenho no atual Campeonato Brasileiro, Jean chegou a chamar atenção do mercado europeu, mas, se nenhuma reviravolta bastante inesperada ocorrer nas próximas três semanas, o São Paulo será seu destino.
Jean é fã de Rogério Ceni e herdou do ídolo o gosto por bater faltas. Na derrota do Bahia por 1 a 0 para o Sport, no último domingo, ele acertou o travessão em cobrança com o pé esquerdo (veja vídeo abaixo). Ao contrário do ex-goleiro do São Paulo, o candidato a ser o próximo goleiro-artilheiro é canhoto.

No planejamento de elenco da equipe paulista para 2018, Jean deverá compor o grupo de goleiros com o experiente Sidão, atual titular, e o jovem Lucas Perri, além de mais outra integração da base.
Denis, com contrato até o fim de dezembro, e Renan Ribeiro, até maio do ano que vem, não deverão permanecer.
No Bahia, cinco chapas concorrem à presidência. Guilherme Bellintani é o candidato da situação, apoiado por Sant’Ana, e tem como adversários Fernando Jorge, Flávio Alexandre, Abílio Freire e Nelsival de Souza Menezes.

LEIA MAIS:  Fabio Azevedo: “Fla prepara contrato com Adriano e ainda pode ter Tardelli”